GEOGRAFIA e HISTÓRIA, Coleção Aprendendo Sempre, editora Ática, 10 volumes para o Ensino Fundamental I

 

 

Esta coleção resultou de um enorme esforço de equipe. Dora Martins (geógrafa) e Marlene Pécora (historiadora) possuem ampla experiência na sala de aula e na coordenação/assessoria a professores de 1a. à 5a. série do ensino fundamental. E conjuntamente com José William Vesentini resolveram encarar o desafio de elaborar uma coleção inovadora para esse nível de ensino, que integrasse o estudo do tempo (história) com o estudo do espaço (geografia), partindo do cotidiano do aluno dessa faixa etária para se chegar aos -- ou melhor, levá-lo a construir os -- conceitos.

A preocupação maior aqui não é transmitir conceitos e sim propor atividades que levem o educando a raciocinar, a fazer experiências, a desenhar mapas (dos mais elementares, no volume 1, até alguns mais "completos", no volume 5), a gradativamente conhecer cada vez mais sobre a geografia e a história (sua, da sua família, do seu município, do seu estado e do Brasil) que lhes dizem respeito direta ou indiretamente. Não história "oficial" -- de heróis, datas, nomes de guerras ou batalhas -- e tampouco geografia descritiva -- com nomes de planaltos e depressões, capitais, rios, etc. --, mas sim o espaço e o tempo de vivência do educando, que pouco a pouco vai sendo de forma natural convertido em história e geografia.

 

A respeito desta coleção, a avaliação do MEC para o PNLD 2010, na disciplina História, afirmou o seguinte:

"O ponto de destaque da obra é a valorização do professor visto como um sujeito que cria critérios, que faz escolhas e que orienta a aprendizagem das crianças por meio da mediação entre os alunos e o conhecimento. (...) O Manual do Professor apresenta uma linguagem clara e acessível, com significativas informações para o docente acerca da área de conhecimento da História e de suas metodologias de ensino. Outro aspecto que merece ser destacado são as sugestões de referências bibliográficas.(...) Ressalta-se a preocupação com o entendimento do local como ponto de partida para a compreensão de mundo. Assim, trabalha os conteúdos de História relacionados com a convivência do aluno, levando-o a refletir sobre as relações sociais, observando conflitos e as contradições da sociedade em que vive. A proposta pedagógica possibilita ao professor um conjunto de elementos em forma de texto, de imagens, de atividades e procedimentos que bem permite um trabalho sistemático para o ensino de História. Verifica-se uma abordagem a partir de problematizações, fontes históricas e atividades variadas que solicitam análises, reflexões e interpretações de dados.(...) Abordam-se conteúdos sobre formação da sociedade brasileira, sobre o trabalho e suas mudanças ao longo do tempo, as lutas de resistência dos africanos contra a escravidão, os modos de viver, de brincar. A situação vivida pelos povos indígenas e afrodescendentes é relacionada aos conflitos de terra, de desigualdade, de preconceitos e outras formas de discriminação presentes na atualidade. Dessa forma, permite-se que o aluno aprenda noções de cidadania, respeitando os princípios éticos para a construção de uma sociedade mais justa."

E a respeito da disciplina Geografia essa mesma avaliação assinalou que:

"A coleção trabalha a compreensão das relações sociedade-natureza e espaço-temporais, utilizando principalmente a leitura das paisagens e a interpretação de mapas. As atividades propostas solicitam, de forma sistemática, refletir, compartilhar ideias e representar espaços, com o objetivo de tornar o aluno leitor e produtor de mapas. A metodologia de ensino-aprendizagem baseia-se na teoria socioconstrutivista de forma a levar a criança a situar-se no mundo.(...) São propostas atividades que embasam as noções de orientação e representação espacial,
com destaque para as articulações que proporcionam a formação cidadã. Uma dessas articulações trabalha o conceito de lugar explicitando o conceito de moradia em diferentes épocas e partes do mundo, ao mesmo tempo em que procura incentivar o aluno a refletir sobre a falta de moradia nas grandes cidades brasileiras. Outro destaque é o estímulo para que os alunos observem equipamentos urbanos, como praças e terminais de ônibus, e reflitam sobre as responsabilidades dos gestores públicos e de cada morador para manter esses equipamentos conservados e em pleno funcionamento.
Os conceitos de natureza e trabalho são referências importantes para explicar as mudanças na paisagem natural e as suas transformações. Dessa forma, são mencionados os problemas ambientais relacionados às diferentes maneiras de apropriação da natureza pela sociedade.(...) Os textos são articulados a imagens capazes de despertar a curiosidade e a criatividade do aluno. Contemplam plenamente a diversidade étnica da população brasileira e promovem a mulher, os afrodescendentes e os descendentes de etnias indígenas por meio de textos, ilustrações e indicações de leituras, sendo alguns dos textos sugeridos de autoria indígena."